Autor: Maximize

O que é transtorno dismórfico peniano (PDD)?

O que é transtorno dismórfico peniano (PDD)?

O tamanho do pênis costuma ser uma preocupação para os homens, que se perguntam como seu comprimento e circunferência “medem” em comparação com seus pares. Para muitos homens, o tamanho do pênis reflete masculinidade e virilidade. Eles podem temer que seu pênis seja muito pequeno para satisfazer as necessidades ou desejos sexuais de um parceiro.

Às vezes, os homens percebem que seu pênis é menor do que deveria, apesar de seu tamanho normal. Essa percepção distorcida causa-lhes grande angústia e ansiedade. A condição é chamada de transtorno dismórfico peniano (PDD).

Homens com PDD têm um pênis de tamanho normal, mas não vêem dessa forma.

PDD é um tipo de transtorno dismórfico corporal (TDC). Pessoas com TDC estão insatisfeitas com uma determinada parte do corpo, não necessariamente com o pênis.

Os especialistas estimam que entre 1% e 3% dos homens têm TID.

Todos os homens são indivíduos, e os pênis vêm em uma variedade de tamanhos. Em um estudo com mais de 15.000 homens, os pesquisadores relataram um comprimento médio do pênis flácido (não ereto) de 9,16 centímetros (cerca de 3,61 polegadas). O comprimento flácido alongado médio dos homens (que se aproxima do comprimento ereto) era de 13,23 centímetros (cerca de 5,21 polegadas).

Estas são médias. Alguns pênis são mais longos e outros mais curtos.

Apesar das garantias de parceiros e médicos de que seu pênis é completamente normal e suficiente, os homens com TID são obcecados por sua “imperfeição”. Eles podem evitar situações sexuais e parar de se socializar com amigos e familiares. Eles podem começar a ter problemas no trabalho e ficar gravemente deprimidos. Alguns homens com PDD pensaram em suicídio.

Sentindo-se envergonhado por sua situação, os homens com PDD podem buscar uma solução. Alguns tentam dispositivos de extensão peniana, injeções de preenchimento e cirurgia de aumento. No entanto, esses “tratamentos” geralmente são desnecessários e podem causar mais danos do que benefícios. Por exemplo, os homens que se submetem à cirurgia podem desenvolver infecções e apresentar encurtamento peniano.

Saiba mais em: Dicas de saúde masculina

Homens com TID são encorajados a ter aconselhamento antes de considerar qualquer tipo de procedimento de aumento peniano.

Se você acha que pode ter TID, um terapeuta pode explicar as faixas de tamanho do pênis, ajudá-lo a entender onde você se encaixa e oferecer estratégias para lidar com o sofrimento. Os terapeutas e parceiros também podem oferecer garantias sobre o desempenho sexual e discutir maneiras de melhorar a autoconfiança sexual.

Consumo máximo de oxigênio (MOC):como afeta os resultados da corrida

Consumo máximo de oxigênio (MOC): o que determina e como afeta os resultados da corrida

O indicador de consumo máximo de oxigênio (VO2 max) preocupa quem quer melhorar seus resultados e mostrar seu máximo atlético. Se você corre regularmente mais de 5 km e participa de várias largadas, a abreviatura IPC é definitivamente familiar para você.

Qual deve ser o VO2máx de um corredor, é possível aumentá-lo e como fazê-lo corretamente, diz a treinadora de atletismo e corrida do MSMK Elena Sokolova.

O que é IPC e por que é importante para um atleta

VO2 máximo, ou consumo máximo de oxigênio, é a quantidade de oxigênio do ar que você respira seu corpo pode consumir e processar em uma velocidade ou potência crítica. Ou seja, seu corpo pode retirar uma certa quantidade de mililitros de oxigênio do ar inspirado para posteriormente trazê-lo com o fluxo sanguíneo para os músculos em atividade e aí, por uma cascata de processos bioquímicos, convertê-lo em energia, que você percebe na forma da mesma velocidade limite.

A capacidade do corpo de absorver oxigênio é determinada por nossos parâmetros físicos e fisiológicos. Isso inclui o volume dos pulmões (ou capacidade vital dos pulmões), o tamanho do coração e sua capacidade de empurrar uma grande quantidade de sangue em uma contração, a elasticidade dos vasos sanguíneos, a qualidade do sangue (o nível de vermelho células do sangue, hemoglobina, ferro, que transportam esse oxigênio para os músculos), mitocôndrias (as estações de energia das células), bem como um forte sistema nervoso central que pode suportar velocidades críticas. Sexo, idade e excesso de peso também determinam a DMO.  

O paradoxo desse indicador é que ele é medido em condições de trabalho máximo do corpo, mas reflete nossas habilidades aeróbicas ou resistência, incluindo resistência geral, ou seja, nem um pouco capacidades extremas. Por sua vez, o número de sessões de treinamento no nível de VO2 máximo é inversamente proporcional à duração da distância. Ou seja, na corrida de maratona e supermaratona, o treinamento no IPC não importa tanto quanto na corrida em distâncias médias (800 m, 1500 m).

Em geral, a lógica teórica deste indicador é que quanto maior for para uma pessoa em particular, maior será a velocidade que ela poderá apresentar à distância. Além disso, quanto maior for o consumo máximo de oxigênio, melhor será a resistência e mais fácil será para o trabalho aeróbico prolongado.

É possível desenvolver seu nível de IPC

O IPC de uma pessoa treinada saudável média pode chegar a 60-65 ml / kg / min. Mas acredita-se que o VO2 máx seja um valor dado a uma pessoa específica por natureza, embora ainda possa ser desenvolvido até certo nível. E você pode desenvolver o próprio organismo a um certo nível de VO2 max por muito tempo e com sucesso e crescer nos resultados.

Em nossos músculos ativos, nem todas as fibras musculares estão envolvidas no trabalho. O corpo não é inimigo de si mesmo, a fim de gastar 100% de fibras musculares em baixa intensidade, pelos seus padrões, estilo de vida, e até mesmo “alimentá-las” com energia.

Então, se você periodicamente “puxar” o corpo com cargas extremas (assim como o treinamento de força ), então o número de fibras musculares em atividade aumentará e, conseqüentemente, sua nutrição também aumentará. Ou seja, o corpo será forçado a se adaptar e expandir seus limites de velocidade e resistência a um VO2 máximo constante, especialmente se você tiver atingido seu limite natural.

O VO2 máx não é importante em si mesmo, mas como você o usa no treinamento, ou seja, que velocidade você tem no nível desse indicador e como aumentá-la. Na corrida, este indicador é muito importante e reflete o desempenho de um atleta e seu potencial em distâncias médias de 1500-5000 metros.

Quanto maior o nível do atleta, maior será o seu VO2 máx. Porém, com valores iguais do IPC, não é necessário que os atletas corram da mesma forma. E com valores desiguais de VO2 máx, isso não significa em absoluto que um atleta com um indicador mais alto será mais rápido que outro. Pode depender tanto do sistema muscular quanto do sistema nervoso, do vascular e de outros fatores.

Qual deve ser o consumo máximo de oxigênio

Não se preocupe com essa figura notória do IPC. É muito mais importante treinar certas qualidades que são necessárias a uma determinada distância, e um VO2 max crescente (ou não crescente) como um certo ponto de controle de suas capacidades funcionais treinadas (ou não treinadas) será um dos balizas de qualidade para você.

As qualidades apresentadas ao corpo por uma distância particular são indicadores como eficiência de corrida, resistência especial, resistência de força, resistência de velocidade, velocidade em si, etc. É a partir de um conjunto de treinamentos para essas qualidades (e são todos mensuráveis) que se forma o seu resultado. Este é um trabalho incrivelmente volumoso!

Ou seja, na melhora do resultado a uma certa distância, muitos parâmetros caminham juntos, e um depende tanto do outro que seria estranho ouvir de um técnico ou de um atleta – e isso também acontece – a seguinte frase: “Nós estão treinando o IPC hoje. ” Ou: “Como você está trabalhando para melhorar seu IPC?”

A afirmação seria muito mais lógica: “Hoje estamos fazendo alongamentos ( treinamento intervalado ) no nível de VO2 máximo para melhorar a resistência da velocidade em uma meia maratona. E a DMO, por sua vez, medimos em laboratório, e agora podemos contar com esses dados para desenvolver nosso corpo. ”

E se falamos de corredores novatos, então o VO2 máximo para eles não é objetivo e se aproxima do nível de TANM – o limiar do metabolismo anaeróbico . Desenvolvendo o corpo com o treino básico (cruzamentos de baixa frequência cardíaca, fortalecimento dos músculos, articulações e ligamentos alvo), desenvolvemos simultaneamente todos os indicadores, incluindo a DMO, pelo que não é de todo necessário realizar treino intervalado especial.

Como o IPC é medido?

Existem os chamados valores absolutos e relativos para medir o consumo máximo de oxigênio. O indicador absoluto é expresso em mililitros por minuto, ou seja, é a maior quantidade de oxigênio em mililitros que uma pessoa pode consumir em 1 minuto. Uma pessoa média saudável que não pratica esportes consome 3200-3500 ml / min, enquanto os praticantes de esportes têm um VO2 máximo de 6000 ml / min.

Os indicadores absolutos de DMO estão em proporção direta ao tamanho do corpo (peso) de uma pessoa. Portanto, remadores, nadadores, ciclistas e patinadores de velocidade têm o maior VO2 máx. E é nesses esportes que os parâmetros absolutos da DMO são de maior importância para a avaliação fisiológica.

Os valores relativos de VO2 max em atletas altamente qualificados estão inversamente relacionados ao peso corporal e são expressos em mililitros por quilograma de peso corporal por minuto (ml / kg / min). O fato é que ao correr e caminhar, é realizado o movimento vertical do peso corporal, e, portanto, em igualdade de condições, quanto maior o peso do atleta, mais trabalho ele realiza. Portanto, corredores de longa distância têm peso corporal relativamente baixo. Então, às vezes, para aumentar a DMO e, como resultado, para aumentar a eficiência, basta perder peso, principalmente se o peso for claramente excessivo.

Valor de DMO em homens e mulheres

Os valores de DMO nas mulheres são, em média, mais baixos do que nos homens, devido às maiores reservas de gordura e menores níveis de hemoglobina. Uma vez que a DMO é expressa em relação ao peso corporal, a presença de reservas de gordura nas mulheres associadas à fisiologia as coloca, nesse sentido, em desvantagem. A hemoglobina transporta oxigênio para os tecidos. Menos hemoglobina significa menos oxigênio por unidade de sangue. Mulheres bem treinadas têm em média 10% menos DMO do que homens bem treinados.

  • Homem de 35 anos com estilo de vida sedentário – 45 ml / kg / min
  • Mulher de 35 anos, levando uma vida sedentária – 38 ml / kg / min
  • Corredor de 5 km de classe mundial – 79 ml / kg / min
  • Corredor de 5 km de classe mundial – 70 ml / kg / min
  • Maratonista de classe mundial – 73 ml / kg / min
  • Maratona de classe mundial – 65 ml / kg / min

Efeito da idade na DMO

De acordo com alguns relatos, até 25 anos, o IPC cresce, sua estabilização cai em 25-35 anos, após os quais começa um declínio. Outros estudos afirmam que o período de estabilização ocorre entre as idades de 30 a 40 anos, após o qual começa o declínio. Porém, é sempre possível e necessário manter um determinado nível.

Como determinar seu IPC

Existem várias maneiras de determinar seu IPC. Por exemplo, você pode correr 1.500 metros com força total em um estádio. O resultado em números será um indicador de sua funcionalidade no nível do IPC. No processo, você também pode monitorar sua frequência cardíaca durante a corrida . E, em seguida, aproveite esses dados no treinamento.

No entanto, esse método não é adequado para todos. Por exemplo, se você está apenas começando a correr, então, provavelmente, os indicadores não serão totalmente adequados: não é tão fácil se forçar a correr quase 4 voltas ao redor do estádio no máximo. Este não é apenas o trabalho dos músculos, coração, pulmões. Principalmente, este é o trabalho do sistema nervoso, e se ele não está acostumado a suportar de forma amigável, então depois de uma distância muito curta você simplesmente não consegue manter um ritmo alto, ou seja, os esforços correspondentes.

Outra forma de definir a DMO é relativamente simples. Hoje, todos os relógios esportivos inteligentes são capazes de fornecer esse valor com base em cálculos de seu sexo, idade, frequência cardíaca e treinamento realizado. Mas dificilmente vale a pena confiar completamente nesses dados sem uma pesquisa laboratorial preliminar e comparar a análise obtida com o relógio e a pesquisa.

Como isso acontece? Eles colocam uma máscara em sua boca e nariz, conectam-se a sensores de computador e você corre em uma esteira ou gira uma bicicleta ergométrica. A carga é aumentada em etapas de velocidade / potência e inclinação, ou apenas em velocidade com inclinação constante. Onde você disse “pare” estará sua DMO, que, por sua vez, corresponde a um determinado pulso e nível de lactato sanguíneo.

O fato é que existe uma certa correlação entre os dados do IPC, TANM e zonas de freqüência cardíaca, bem como o seu ritmo de corrida ao nível desses indicadores. Por exemplo, no nível do IPC, seu ritmo de corrida é de 5 min / km e seu coração bate nessa velocidade com uma frequência de 180 batimentos por minuto. Isso significa que, com essa velocidade e pulso, você pode teoricamente correr os mesmos 1.500 m pelo estádio. No entanto, há muitas reservas: por exemplo, seus músculos e o mesmo sistema nervoso estão prontos para tal carga, ainda que única?

Como aumentar seu VO2 max

Você pode aumentar seu VO2 máximo com treinamento intervalado. O treinamento intervalado no nível do IPC é talvez o mais difícil, principalmente para o sistema nervoso. Eles exigem uma condição física razoavelmente boa e um tempo de recuperação depois . E apesar de tal treinamento não ser muito frequente no treinamento de maratona, eles ainda estão presentes. Com eles, aumentamos a capacidade do corpo de assimilar oxigênio e também elevamos os indicadores no nível TANM.

Definitivamente, o treinamento deve ser personalizado e integrado ao plano geral de treinamento, com base nas metas e na distância que você planeja realizar.

Por exemplo, você pode variar o treino de 2 a 8 minutos 4-8 repetições no nível de VO2 máximo ou ligeiramente mais baixo (90-95%), dependendo da duração do segmento, mas em termos de velocidade isso refletirá sua corrida em 3000-5000 m. Intervalo de descanso – corrida de 2-4 minutos.

Em geral, o melhor treino para aumentar o VO2 máx., Se realmente queremos aumentá-lo, são as competições em distâncias médias (todas iguais 3000-5000 m).

Como o VO2max afeta a velocidade de corrida

À primeira vista, a dependência da velocidade de corrida no VO2 máximo é direta. A única questão é – de que velocidade estamos falando. Por exemplo, para o desenvolvimento da velocidade em uma maratona, a velocidade no nível do metabolismo anaeróbico é muito mais importante. E a velocidade no nível do IPC pode se manifestar, neste caso, no surto de chegada. Por outro lado, quanto menor a distância, mais direta é a contribuição do VO2 máx.

Leia mais em: https://macnews.com.br/

O que as pessoas devem fazer para melhorar a vitamina D?

O que as pessoas devem fazer?

Existem poucos riscos associados a doses moderadas de um suplemento de vitamina D. Willett diz que tirar um pode, potencialmente, oferecer alguma proteção contra a Covid-19. Ele recomenda um suplemento diário contendo entre 1.000 e 2.000 UI e diz que os americanos com pele escura podem exigir mais. Ele diz que tomar até 4.000 UI ainda é considerado seguro.

Mas não está claro se obter vitamina D de uma pílula é tão eficaz quanto a luz solar para aumentar os níveis de vitamina D no corpo. Ilie diz que pode haver “absorção limitada” de suplementos, e alguns trabalhos anteriores sobre os benefícios de saúde das pílulas de vitamina D foram misturados. (Um grupo na Austrália está no meio de um grande ensaio que está comparando os efeitos da luz solar aos efeitos de um suplemento de vitamina D. Mas esses resultados ainda não estão disponíveis.)

Mesmo se um suplemento pudesse efetivamente aumentar os níveis de vitamina D, ele não forneceria o aumento de óxido nítrico associado à exposição ao sol – o que pode impedir a disseminação de Covid-19 no corpo. Embora a exposição ao sol acarrete riscos, os benefícios de passar algum tempo ao sol podem ser uma arma multifacetada contra a Covid-19.

Leia mais em: Dicas de saúde

Alguns dermatologistas que examinaram os benefícios e riscos da luz solar dizem, de forma controversa, que a maioria dos problemas graves de câncer de pele surge quando as pessoas apresentam bolhas ou queimaduras solares. “Eu acho que os benefícios da exposição ao sol [não queimando] podem superar os riscos de câncer de pele”, disse Matthew Zirwas, MD, dermatologista de Ohio que publicou pesquisas sobre luz ultravioleta e doenças de pele. Especialmente no meio de Covid-19, ele diz que pegar um pouco de sol – não o suficiente para queimar, mas o suficiente para se bronzear – faz muito sentido.

“Eu gostaria de poder dizer quanto sol é suficiente, mas não sei”, diz Weller da Universidade de Edimburgo. “Sei de um estudo que acabamos de fazer que o equivalente a 20 minutos de sol de verão em Londres ou Edimburgo é suficiente para ter um efeito sobre a pressão arterial”, o que sugere um aumento nos níveis de óxido nítrico. Mas, ele acrescenta, a quantidade de sol de que uma pessoa precisa para aumentar a vitamina D e o óxido nítrico dependerá da cor da pele dessa pessoa, da quantidade de pele exposta, da hora do dia, da época do ano e de muitos outros fatores.

Existem muito mais perguntas do que respostas quando se trata das relações entre a luz solar e a Covid-19. Mas as evidências até o momento indicam que tomar sol pode ajudar a proteger as pessoas do vírus.

Disfunção Sexual Feminina

A disfunção sexual é uma preocupação comum compartilhada por muitas mulheres. Podem ocorrer problemas durante qualquer fase do ciclo de resposta sexual (excitação, platô, orgasmo e resolução) que impedem a mulher de sentir satisfação sexual. Muitas mulheres ficam relutantes ou envergonhadas em discutir seus problemas sexuais , mas é importante contar ao seu médico o que você está passando, pois a maioria dos casos de disfunção sexual feminina pode ser tratada. A disfunção sexual feminina pode abranger problemas com desejo, excitação, orgasmo, hormônios ou dor.

O que causa problemas sexuais femininos?

A disfunção sexual feminina pode ter causas físicas ou psicológicas. As causas físicas incluem diabetes , doenças cardíacas , doenças neurológicas, desequilíbrios hormonais, menopausa , doenças crônicas como doença renal ou insuficiência hepática, infecção do trato urinário , alcoolismo, abuso de drogas e efeitos colaterais de medicamentos, incluindo medicamentos antidepressivos. As flutuações hormonais que ocorrem durante a gravidez, após o parto e na menopausa também podem ter um papel importante. As causas psicológicas da disfunção sexual podem incluir estresse, ansiedade, preocupações com o desempenho sexual, problemas de relacionamento, depressão , sentimentos de culpa e efeitos de um trauma sexual anterior.

Quem é afetado por problemas sexuais?

Homens e mulheres podem sofrer de disfunção sexual. Idosos podem ser afetados com mais frequência, possivelmente devido a declínios relacionados à saúde associados ao envelhecimento . Os homens podem ter ejaculação precoce ou ejaculação retardada, problemas para obter ou manter uma ereção ou problemas devido à baixa testosterona . Como as mulheres, os homens também podem ter problemas de desejo.

Como os problemas sexuais afetam as mulheres?

Os tipos comuns de disfunção sexual em mulheres incluem:

  • Desejo sexual inibido
  • Incapacidade de ficar excitado
  • Falta de orgasmo (anorgasmia)
  • Relação sexual dolorosa

As flutuações hormonais podem desempenhar um papel na disfunção sexual feminina. Isso será discutido nos próximos slides.

Desejo Sexual Inibido

A falta de desejo sexual ou falta de interesse pelo sexo é o desejo sexual inibido. Isso pode ter muitas causas, incluindo alterações hormonais, certas condições médicas e tratamentos, depressão, gravidez, estresse, fadiga , influências no estilo de vida, como estresse no trabalho ou cuidar dos filhos, e até mesmo tédio com rotinas sexuais regulares. Fale com seu médico se você acredita que os efeitos colaterais dos medicamentos estão contribuindo para sua falta de desejo. Mudar sua rotina pode ajudar se a falta de desejo for um problema. Fazer sexo em novos lugares, em horários diferentes do dia, ou experimentar diferentes posições sexuais pode ajudar a reacender o desejo.

Incapacidade de ficar excitado

A lubrificação vaginal insuficiente em mulheres pode desencadear a incapacidade de ficar fisicamente excitada durante a atividade sexual. Problemas com fluxo sanguíneo para a vagina e clitóris também podem afetar a lubrificação e a excitação. Lubrificantes podem ajudar as mulheres a ficarem excitadas com mais facilidade. Se a mulher estiver na pós-menopausa, o creme de estrogênio também pode ajudar.

Falta de Orgasmo (Anorgasmia)

A ausência de clímax sexual (orgasmo) é chamada de anorgasmia. Muitos fatores podem contribuir para a anorgasmia, incluindo inibição sexual, inexperiência ou falta de conhecimento. Contribuintes psicológicos para a anorgasmia podem incluir culpa, ansiedade ou um trauma ou abuso sexual anterior. Estimulação, drogas ou medicamentos insuficientes e doenças crônicas também podem resultar em falta de orgasmo. Os exercícios de Kegel são um tratamento potencial para a falta de orgasmo.

Saiba mais em: Erectaman

Relações sexuais dolorosas

A relação sexual dolorosa pode ser resultado de uma série de condições, como endometriose , massa pélvica, cistos ovarianos, vaginite, lubrificação deficiente, secura vaginal, presença de tecido cicatricial de cirurgia ou uma doença sexualmente transmissível . Um espasmo doloroso e involuntário dos músculos que circundam a entrada da vagina é uma condição chamada vaginismo, que pode ocorrer em mulheres que temem que a penetração seja dolorosa, tenham fobias sexuais ou experiências sexuais anteriores traumáticas ou dolorosas. Dispareunia é a dor durante a relação sexual ou outra atividade sexual envolvendo penetração ou tentativa de penetração. A dor pode ser superficial ou profunda.

Como um problema sexual feminino é diagnosticado?

A disfunção sexual feminina é diagnosticada por meio de exame físico e histórico de sintomas. O médico provavelmente fará um exame pélvico com um esfregaço de Papanicolaou para verificar se há câncer ou alterações pré – cancerosas no colo do útero. Outros testes podem ser solicitados para descartar condições médicas que podem causar disfunção sexual. Você também pode ser questionado sobre atitudes em relação ao sexo, traumas ou abusos sexuais anteriores, problemas em seu relacionamento ou abuso de álcool e drogas para ajudar a determinar se esses fatores psicológicos contribuem para a disfunção. A idade da mulher será um fator para o diagnóstico possível de disfunção sexual feminina. O médico pode solicitar testes de laboratório para procurar possíveis problemas físicos que contribuem para a disfunção sexual.

Como os problemas sexuais femininos são tratados?

Muitos tipos de problemas sexuais podem ser tratados abordando os problemas físicos ou psicológicos subjacentes. Geralmente envolve cooperação entre a mulher, seus médicos e terapeutas. As estratégias de tratamento são discutidas nos slides a seguir. O envolvimento do parceiro sexual da mulher pode fazer parte do processo de tratamento.

Fornecendo Educação

A educação do paciente é importante para ajudar as mulheres a superar a ansiedade em relação à função e desempenho sexual. Aprender sobre comportamentos sexuais e respostas normais pode aliviar a ansiedade. Saber sobre a anatomia normal, função sexual, mudanças que ocorrem durante o envelhecimento e mudanças que ocorrem na gravidez e na menopausa pode ajudar a aliviar os medos da mulher. As mulheres devem saber que têm permissão para desfrutar do sexo e da experimentação sexual.

8 curas naturais para disfunção erétil

A disfunção erétil (DE), ou impotência, é um grande desafio para muitos homens hoje, independentemente de sua idade – jovem, meia-idade ou velho. Como a disfunção erétil pode ser causada por muitos fatores – uma condição de saúde, problemas emocionais ou de relacionamento, alguns tipos de medicamentos, fumo, drogas ou álcool – uma cura da disfunção erétil é possível.

Embora as opções de tratamento para disfunção erétil possam incluir medicamentos e cirurgia para a disfunção erétil, também existem remédios não invasivos para a disfunção erétil que podem ajudar.

De acordo com a Mayo Clinic, os homens com disfunção erétil podem apresentar alguns ou todos estes sintomas persistentes:

  • Desejo sexual reduzido
  • Problemas para obter uma ereção
  • Problemas para manter uma ereção

Na verdade, uma razão comum pela qual muitos homens mais jovens visitam o médico é para obter medicamentos para disfunção erétil. Freqüentemente, os homens com disfunção erétil sofrem de diabetes ou doenças cardíacas, ou podem ser sedentários ou obesos, mas não percebem o impacto dessas condições de saúde na função sexual. Junto com o tratamento da disfunção erétil, o médico pode recomendar o manejo da doença, ser mais ativo fisicamente ou perder peso.

As causas da disfunção erétil são muitas, incluindo problemas físicos como diabetes, doenças cardíacas, obesidade, pressão alta , colesterol alto e até distúrbios do sono . Remédios tomados para problemas de saúde podem resultar em disfunção erétil, assim como o álcool e o fumo.

Mas a disfunção erétil também é causada por problemas de saúde mental, como ansiedade, depressão, estresse e problemas de relacionamento. É por isso que visitar um médico para tratamento da disfunção erétil é tão valioso.

Se ignorada, a disfunção erétil pode levar a complicações, como vida sexual insatisfatória, baixa autoestima, alta ansiedade e problemas de relacionamento. Ter uma parceira grávida também se torna difícil se o homem sofre de disfunção erétil.

Um  estudo publicado em maio de 2014 no  The Journal of Sexual Medicine  descobriu que alguns homens podem reverter a disfunção erétil com mudanças saudáveis ​​no estilo de vida, como exercícios, perda de peso, uma dieta variada e um bom sono. Os pesquisadores australianos também mostraram que, mesmo se a medicação para disfunção erétil for necessária, é provável que seja mais eficaz se você implementar essas mudanças no estilo de vida saudável.

Para os homens que procuram medicamentos para DE, existem muitos tratamentos mais recentes para disfunção erétil (todos os medicamentos prescritos) que ajudam a obter uma ereção firme o suficiente para fazer sexo, e a maioria tem poucos efeitos colaterais.

Leia mais em: https://macnews.com.br/erectaman-funciona-mesmo-impotencia-sexual-x-covid-19/

Impotência sexual – O que você precisar saber

Impotência sexual – O que você precisar saber sobre esse problema

 O tema que nós vamos falar é bastante interessante, mas constrangedor. Muitas pessoas têm esse problema, que atinge a classe masculina e está relacionada com a disfunção eréctil. Ou seja, a dificuldade de manter a ereção peniana.

Vamos discutir as causas. Como é tratado e como melhorar a qualidade de vida da pessoa que sofre desse problema. Vamos falar sobre impotência sexual.

Entendendo a impotência e os sentimentos por trás.

Você tem vergonha de procurar ajuda? Procurar os médicos para tentar abordar esse assunto? Para alguns é extremamente constrangedor, então as pessoas acabam indo via internet procurar as soluções para tentar resolver esse problema, é normal, e comum. E eventualmente todo homem pode ter um certo grau de impotência sexual, às vezes é normal.

O problema é quando se torna muito frequente, mais de 50% das vezes a pessoa não consegue deixar o Pênis ereto, ou não consegue manter o pênis ereto durante todo o processo da relação sexual. É importante diferenciar da ejaculação precoce ou da ejaculação tardia, que são problemas totalmente diferentes.

Isso aí causa um constrangimento muito grande. E daí todas as vezes que a pessoa, depois de uma situação constrangedora vai ter uma relação sexual, a pessoa já fica sofrendo antecipadamente, e as vezes acaba até passando mal. Ele Fica pensando no que aconteceu, e pensa que vai acontecer de novo. E isso vai formando uma bola de neve.

Daí a parte psicológica também é afetada demais. Até que esse homem procure ajuda, já faz 2 ou 3 anos que ele está sofrendo calado. E como às vezes pode acontecer é incompatibilidades seja com um parceiro, com a parceira.

Muitas esposas elas entendem a situação, conversam sobre a situação, até pedem muitas vezes pelo marido procurar ajuda. Mas muitas pessoas devido à vergonha como foi falado antes ficam calados e deixam para procurar ajuda, quando realmente a situação está caótica. Quando já estão tendo muitos problemas no relacionamento, porque a esposa acaba acreditando que o marido tem um caso extra conjugal, ou que perdeu o interesse nela, porque ela já não é mais tão atraente como antes.

 Existem várias causas

Antes de falar do problema nós temos que entender um pouco o mecanismo de ereção, dentro do pênis existem 2 estruturas alongadas, chamados corpos cavernosos. Dentro dessas estruturas existe uma esponja, quando essa esponja está cheia de sangue, o pênis fica ereto, fica duro. Quando a esponja está vazia, o pênis fica flácido.

O que faz que essa esponja fique cheia de sangue?  O estímulo sexual. Então diante de um estímulo sexual, que pode ser uma visão, pode ser um toque, pode ser um cheiro, o cérebro interpreta isso como estímulo sexual e transmite a mensagem através dos nervos, para os vasos que irrigam o pênis. A mensagem é essa: vamos encher os corpos cavernosos de sangue.

Então o fluxo de sangue para o pênis aumenta e o fluxo de sangue que sai do pênis diminui. Com isso entra mais sangue do que sai, e o pênis fica ereto, fica duro.

Disfunção erétil ou impotência sexual, é a incapacidade de ter uma ereção suficiente para manter uma relação sexual.  Se está acontecendo com você a primeira coisa que você deve avaliar é se esse problema é persistente ou um problema circunstancial.

Persistente, é você não consegue ereção em nenhum no ato sexual, você não consegue ereção noturna, que é basicamente involuntário. Se está acontecendo com você e o seu problema é um problema persistente, esse é um problema orgânico ou fisiológico que está relacionado a algum problema nesse mecanismo que eu acabei de explicar.

Se por outro lado você consegue ereção em certas circunstâncias e em outras não, o que você deve pensar é, o que está acontecendo nessas circunstâncias que estão prejudicando a sua ereção.

A principal razão do problema circunstancial, é um problema psicológico. Que pode acontecer se você estiver irritado, estiver ansioso. E principalmente entre os jovens, com medo de na hora H falhar.

Situação de conflito

Então o que acontece nas circunstâncias que prejudicam a ereção? Na verdade, é uma má interpretação do fato que está acontecendo. Eu vou explicar melhor para você.

Quando está numa situação de risco, um conflito, uma batalha, alguma coisa do gênero. O que acontece no seu corpo é a liberação de uma substancia chamada adrenalina, o que ela faz? Ela desvia o sangue do corpo, para o coração, para o cérebro e para os músculos. Te preparando para uma situação de fuga, uma situação de conflito ou uma briga; nessa situação o corpo interpreta que encher os corpos cavernosos do pênis de sangue, não é prioridade.

Então o pênis deixa de ser importante. Se na hora H a pessoa com quem você está, te deixa tímido de alguma maneira, ou você ficou muito preocupado com seu desempenho sexual, com medo de falhar. O que pode acontecer é que seu cérebro interpretou que naquele momento, não era um momento de prazer, mas um momento em que você estava sob ameaça. Mesmo que fantasiosa, e em vez de estimular o investimento dos corpos cavernosos com sangue, o que aconteceu no seu corpo foi a liberação adrenalina. E o resultado você já sabe!

Tanto a causa orgânica ou causa fisiológica, quanto a causa psicológica, podem aparecer juntos. Antes de você procurar um médico urologista para avaliar esse tipo de problema, eu quero chamar atenção para outros fatores que podem interferir na ereção.

O primeiro deles é a alimentação: Como é que você está se alimentando? Como é que você está dormindo? Está muito estressado? Desde quando você está com esse problema de ereção? O que mudou na sua vida desde que começou esse processo? Como está sua situação conjugal? E para finalizar está tomando algum remédio?

Saiba que grande parte dos remédios, tem interferência na ereção. Isso é muito importante, antes de procurar seu médico, é fundamental que você preste atenção nos seus sintomas.

É mais comum do que você pensa!

Você sabia que 40% dos homens têm alguma queixa relacionada a ereção. Presente na mesa de bar, na roda de amigos, no trabalho, no futebol, sempre tem aquele papo que isso nunca me aconteceu antes. Isso nem sempre é verdade!

Nas pessoas mais jovens normalmente é algum distúrbio psicológico, ansiedade, isso tem se tornado muito comum. Às vezes, se o homem for a terapia, ele consegue resolver o problema muito tranquilamente.

Os homens mais velhos, depois dos 40 anos precisam procurar outro motivo. Por exemplo, umas das coisas que pode acontecer é a parte vascular às vezes estar com alguma deficiência. O homem quando tem problemas de hipertensão arterial, diabetes, a obesidade e problemas hormonais causam déficit de diminuição de testosterona.

Então precisa ser avaliado, analisar o problema como um todo. A partir do momento que você avalia o paciente, que se chega no diagnóstico da causa, você trata essa causa.

Obesidade piora as coisas?

Sim, e para ser sincero, piora muito. Muitos homens obesos, acabam tendo grande quantidade de aromatase, que é uma enzima que queima testosterona, faz o homem converter em estradiol que é um hormônio feminino. Inclusive levando os obesos a ter ginecomastia, que é o crescimento dos seios.

Algo que a obesidade também pode acarretar é uma diminuição muito grande da testosterona. A testosterona também é muito importante na libido, que é o desejo sexual. É importante também para ereção. Então você imagina só, se você está com uma dificuldade de ereção, e ainda sem desejo sexual; aí fica muito difícil! Então a pessoa precisa ser tratada como um todo existe tratamento para casos de disfunção sexual.

Remédios para a impotência, são tratamento mesmo?

Problemas de impotência sexual com certeza existem, e os tratamentos e remédios que hoje existem realmente são eficazes depende do estágio que se encontra. Procure um médico urologista, um especialista nessa parte, ele vai pedir todos os exames para você, vai pedir inclusive ultrassom; às vezes, com doppler peniano. Vai descobrir a causa, vai tratar a causa muitas das vezes vai ser necessário tomar um medicamento sim.

É necessário tomar medicamento, às vezes tem casos até com indicação de prótese peniana, mas para todos os casos existe solução. É só descobrir os porquês.

Um profissional capacitado é capaz te ajudar com certeza, e os medicamentos para a impotência também. Você que está sofrendo com isso não fique sofrendo atoa. Procure um profissional vai atrás desse profissional, porque é possível você resolver esse problema que está fazendo você sofrer. Está fazendo você não viver adequadamente, porque isso te leva a uma angústia muito grande, principalmente quando você não consegue resolver, não consegue desempenhar um papel que você gostaria.

E muitas das vezes acontece que você já vai dormir inseguro, porque você tem até medo da esposa te procurar, porque você pensa: eu não vou dar conta do recado. Isso é muito ruim, nenhum ser-humano deve ter esse tipo de sentimento por si mesmo. Procure ajuda, essa ajuda existe e pode confiar que elas vão resolver seu problema.

 

 

Você sabe qual é o seu tipo de calvície?

Você sabe qual é o seu tipo de calvície? Como é que se classifica? Vamos ver agora tudo sobre isso.

  Vamos falar sobre a classificação inventada, para colocar os tipos de calvícies, qual é o tipo, qual é o tratamento mais indicado, cientistas se reuniram para criar as classificações.

Existe a calvície padrão normal, lembrando que todo homem tem por via de regra as famosas entradas, com maior ou menor intensidade. Por que acontece somente nessa região? isso vem lá da empresa, que nos originou. É a origem em biológica, quando a gente era um feto, um embrião da barriga nossa mãe.

A formação vem da questão ectodérmica. Você nunca vai ver um homem careca ou calvo na região lateral, somente na região de cima.

Alopecia androgenética

Calvície é chamada de alopecia androgenética. É uma doença que na maioria das vezes o diagnóstico é feito clinicamente, ou seja, um médico examina o paciente, tirando o seu histórico, passa a fazer alguns exames para o diagnóstico, na maioria das vezes.

Mas quais são os critérios para identificar a alopecia androgenética? O médico utiliza o geralmente o dermatoscópio, existem vários aparelhos, mas de maneira geral esse é o mais usado. Hoje em dia se usa muito Câmera, mas também pode ser usado uma luz, para observar as alterações por trás do cabelo. O médico então analisando as imagens consegue notar as alterações no fio de cabelo.

Essas alterações que são características dos problemas que vem se desenvolvendo no seu couro cabeludo. O médico consegue analisar quais são essas características. Se é uma causa genética, o que vai se observar é uma diminuição do calibre dos fios, se eles grossos ou não.

Outra situação que vai ser notada é se a perda de cabelo está sendo devido a algum remédio que você está consumindo ou algo do tipo, vai ser observado uma diminuição dos fios. O cabelo vai ficando cada vez mais claro, ou seja, o cabelo mais fino e a quantidade de fios no folículo estão bem menores.

Para um cabelo considerado normal, a grande característica desses fios é que eles possuem o diâmetro muito parecido, se você observar  na imagem abaixo os fios têm diâmetro parecido, os folículos são múltiplos, ou seja, vários fios no mesmo folículo e eles possuem uma pigmentação adequado são cheios de tinta.

Agora numa região comprometida pela calvície ou pela alopecia. Nós conseguimos notar que os fios do couro cabeludo são afetados deixam os fios finos. Os folículos são simples, ou seja, contém apenas um fio de cabelo, estão com menos fios por folículos. E existe uma diminuição acentuada da pigmentação, os fios são bem mais claros por estarem mais finos. Veja um exemplo na foto abaixo:

Agora olhando as duas imagens, da para reparar nas diferenças, entre uma região normal em uma região com alopecia androgenética. Quando prestamos atenção as duas imagens ao mesmo tempo, fica clara a diferença na imagem de cima da região normal. Notamos que os folículos são grossos, múltiplos, pigmentados e já a imagem debaixo da área de perca dos fios, percebemos que eles são finos. Os folículos têm menos fios e são mais claros, sem tanto pigmento como uma cabeça saudável.

Em média 50% dos homens no decorrer da sua vida vão perder cabelo devido á alopecia androgenética. A taxa média é de 50% em homens brancos, 15% em negros e 15% em amarelos ou asiáticos. Esses dados se referem a calvície masculina.

Existem medicamentos que são aliados no tratamento da calvície. No mercado existem muitos que são eficazes e que vão te ajudar a se livrar desse mal.

Mas ao contrário do que a maioria das pessoas pensam as mulheres também podem ser afetadas pela calvície, é claro que em geral numa quantidade bem menor em porcentagem, mas elas podem sim ser afetadas.

A calvície está relacionada a testosterona, que quando atinge o couro cabeludo de indivíduos com predisposição genética, sofre ação da 5-alfa-redutase e converte em di-hidrotestosterona (DHT). Esta é a responsável pela diminuição gradual dos fios como observamos anteriormente. Esse processo é chamado de miniaturização.

Em homens, a perda de cabelo tem um padrão para a queda, se iniciando em geral na área frontal ou no topo da cabeça. Acredita-se que a diminuição dos fios aconteça de forma gradual, tendo uma redução de cerca de 5% ao ano. Agora nas mulheres que são acometidas, a perda de cabelo acontece de maneira difusa, mas que não produz uma calvície total.

Tratamentos

Os tratamentos para a calvície disponíveis hoje em dia, podemos dizer que são: Apliques, enxertos, além da mais usada que é a forma medicamentosa.

Mas ela pode sim ser reduzida ou até mesmo acabar com esse problema que afeta tanto a autoestima.

Causas

Podemos alistar aqui algumas causas da queda de cabelo chamada difusa, aquela que não acomete na queda de cabelo total.

– Tireoide desregulada (hipotiroidismo ou hipertireoidismo)

– Medicamentos

– Menopausa ou gravidez (alterações hormonais)

– Alimentação ruim ou ausência de vitaminas

– Estresse

– Perda de peso significativa ou rápida demais

– Doenças

– Histórico familiar.

Se você observar algumas dessas circunstâncias fique atento, e resolva o que está ao seu alcance, o que você não consegue, peça ajuda de um profissional.

Chegamos à conclusão de que, a alopecia difusa pode ter várias origens que causam a queda de cabelo.

 O que eu posso esperar? Quais os sintomas? Como é este processo?

O cabelo de todo ser humano sem exceção, passa por três fases diferentes durante o seu ciclo de vida:

Anágena: o folículo capilar está ativo, funcionado normalmente então o cabelo cresce;

Catágena: o fio para de crescer, sai da base do folículo e solta-se do couro cabeludo;

Telógena: o fio está pronto para cair sozinho, puxado pelo pente ou outro atrito, tufos na almofada ou empurrado pelo fio novo que começa a nascer abaixo dele.

O que o eflúvio telógeno faz é aumentar a proporção de fios que se encontram na fase Telógena, e por isso a ausência de cabelo começa a ser um problema tão grande que se torna quase impossível de disfarçar.

Mas já que a queda de cabelo é também um processo natural do ciclo de vida capilar, como é possível caírem tantos cabelos de um dia para o outro?

Muitas pessoas testemunham que a mudança algumas vezes é brusca e logo se percebe a falta de cabelo. E é nesse momento que as pessoas procuram ajuda e tratamento adequado.

Qualquer perda de cabelo acima de 100 fios por dia é grave e pode ter consequências enormes.

Muitos homens ficam chocados quando sempre tiveram um cabelo forte e saudável e a partir de um determinado momento o cabelo perde toda a sua vitalidade e brilho e nunca mais volta a ser o mesmo.

Se for esse o seu caso, provavelmente sofre de alopecia difusa e aceitar que tem uma condição médica para a qual é preciso encontrar tratamento é o primeiro passo.

Agora se seu cabelo nunca tiver sido um motivo de grande orgulho e atrativo porque sempre foi escasso, fraco e irregular, o mais provável é que você sofra de alopecia difusa mais grave.

Quando se trata da mulher, a alopecia difusa feminina pode surgir como maior evidência após certos eventos:

– Alterações hormonais

– Doenças graves ou traumas físicos

– Doenças psicológicas

– Desordens alimentares

-Deficiências nutricionais, excesso de suplementação de vitaminas;

– O uso de medicação

– Doenças crónicas

Se a paciente for saudável e sem qualquer tipo de doença associada, isso nos mostra que há um grande potencial de ter plena recuperação e voltar a ter novamente o seu cabelo como antes.

Também existem estimuladores de crescimento capilar para a alopecia difusa que aceleram esta recuperação.

Uma vez detectada a raiz do problema, pode-se concentrar no foco que é na solução: o tratamento mais adequado

A alopecia difusa tem cura?

No geral, a alopecia difusa tem cura sim dependendo da causa. O que significa que, quanto antes se descobrir a causa antes será possível agir com competência e encontrar a melhor solução.
Lembrando que muitos esforços com estimuladores de crescimento de cabelo ou outros tratamentos, podem sim ser eficazes.

Solucionar o problema pode fazer com que você recupere sua autoestima e sua felicidade.

O que pode fazer para ajudar a condição?

Reduza o stress: O pensamento positivo defende que uma das grandes ferramentas que possuímos para conseguir criar uma verdadeira motivação.

Coma melhor: Procure quais os alimentos que ajudam a prevenir os sintomas e a minimizá-los.

Pratique exercício físico diários.

Invista em hobbies terapêutico: como por exemplo acupuntura.

Coloque em sua mente coisas boas e saudáveis.

Faça novas aventuras: experiências felizes potenciam mecanismos de sensações de alegria libertados pelos nossos neurotransmissores.

Informe-se sobre a doença. Informação é poder. Liberte-se daquela tensão que te consome. Combata a ansiedade sobre os efeitos negativos na sua vida. E não fique se sentindo o único que sofre com esse problema, pode acreditar, muitas pessoas passam por isso.

Se tiver tentado todas estas recomendações ou outras inclusive e mesmo assim você perceber que a doença continua progredindo. Procure os melhores remédios para a calvície que podem te ajudar de verdade a ter bons resultados.

 

 

 

 

Emagrecedores, como agem e como podem ser mais eficientes

Emagrecedores, como agem e como podem ser mais eficientes

Se você chegou até aqui, quer você seja homem, mulher ou idoso você está procurando perder peso e ter uma vida mais saudável.

Só que às vezes parece que você está indo contra o que o seu corpo realmente quer, isso envolve muito esforço, determinação, disciplina e perseverança.

Neste artigo vamos ver que você consegue, com uma alimentação melhor e com a ajuda de emagrecedores, até mesmo aqueles que são chamados de emagrecedores naturais.

Vamos entender como esses remédios funcionam e quais os efeitos que eles têm no seu corpo eu causando o emagrecimento

Por que aderir aos emagrecedores?

Por conta dos seus resultados rápidos, os emagrecedores são considerados como uma ferramenta muito útil. Visto que a pessoa já está melhorando os seus hábitos alimentares e a prática de exercícios ela vai conseguir fazer um bom uso dessas substâncias e vai ter resultados muitas vezes mais rápido

Como eles podem ser classificados?

Termogênicos

Os termogênicos são os emagrecedores mais comuns recomendados para quem busca o emagrecimento. Eles têm ação no corpo de forma a auxiliar o organismo num processo de queima de gordura, esses termogênicos aceleram metabolismo e as é ações fisiológicas que estão envolvidas no seu emagrecimento.

Em sua grande maioria, hoje em dia, os chamados termogênicos contêm na sua fórmula a cafeína. Que além de elevar o seu acelerar o metabolismo, também dá mais energia quando você vai para academia ou fazer uma caminhada.

Porém esses termogênico podem aumentar sua Pressão Arterial e também a frequência dos batimentos cardíacos, por isso é importante lembrar que pessoas que tenham hipertensão ou qualquer algum qualquer complicação cardíaca não tome esse tipo de suplemento, sem ter monitoramento médico ou ainda que exceda a dose que foi recomendada só para ter resultados mais rápidos.

Bloqueadores de gordura

 Os emagrecedores que em sua composição contém bloqueadores de gordura, são uma opção muito boa para quem quer uma ajuda no emagrecimento eles atuam no organismo impedindo que ele absorva a gordura ingerida através das refeições auxiliando então no emagrecimento.

Mas algo a se pensar é que esses bloqueadores de gordura, só fazem efeito no que entra no seu corpo e não na gordura que já está armazenada no seu corpo, então ele deve ser tomado junto com uma dieta e a prática de exercícios para que você não absorva mais gorduras e consiga queimar as que você já tem no seu corpo.

Emagrecedores que substituem refeições

Esses substitutos de refeição podem ser colocados em geral na classe dos shakes de dieta eles são os mais populares para substituir refeição. Há muita discussão se eles realmente funcionam ou não.

Muitas pessoas acreditam que eles só funcionam, enquanto você estiver usando-o e ainda acreditam que a eficácia deles se deve a privação de nutrientes importantes no organismo. Porém o que se recomenda é que se você for fazer o uso você, faça apenas a substituição de uma refeição diária não de várias das principais delas.

E quando for escolher o seu, tente escolher os que tenham em sua composição colágeno e vitaminas. Para que junto com a alimentação, o seu corpo não fique sem os nutrientes que você precisa para o seu bom funcionamento.

Que hábitos você pode ter para te ajudar nessa luta?

Descanse bem, tenha o hábito de dormi por volta de 6 a 8 horas por noite. Esse tempo é essencial para seu corpo se renovar. Se ele tem um bom funcionamento, você vai concordar comigo que ele vai queimar melhor as gordurinhas indesejadas

Beba bastante água, o consumo médio de água por dia de uma pessoa dever no mínimo de 2 litros. Visto que a água tem esse efeito de limpar as toxinas, usá-la como aliado na perda de peso faz muito sentido. Além do que, a maior parte do seu corpo é composta de água. Além de ajudar na retenção de líquido.

Alimente-se bem, é claro que é sempre aquela conversa, fecha a boca e você emagrece! Nós ficamos com muita raiva quando as pessoas acham que é tudo tão simples, porque sabemos que não é. Mas no fundo a gente sabe que se nosso consumo de calorias for menor que o que a gente gasta a perda de peso é inevitável. Então tente se alimentar melhor, alimentos com muito sal nos incham e muito açúcar nos engordam. Cuide bem da sua alimentação e você vai ver uma considerável melhora no seu emagrecimento.

Pratique exercícios, a prática de exercícios regulares nos ajudam a secar. Não precisa se matar na academia, segundo alguns estudos a prática de uma hora de exercícios por pelo menos 3 dias na semana já vai te trazer resultados melhores. Faça uma boa programação. Embora a nossa vida seja muito corrida, o que é mais importante que cuidar bem de você mesmo?!

Já que nos vimos que nos alimentar bem é importante vou te ajudar, e passar a lista de alguns que são forte aliados nessa batalha.

Pepino

Pois é, por mais que você não acredite o pepino nos ajuda. Em sua composição ele tem aproximadamente 90% de água. E como já vimos a água é uma forte aliada e ingerir alimentos ricos em água são uma grande ajuda. Porque ao mesmo tempo que te dão saciedade te trazem menos calorias.

O pepino também ajuda a regular a pressão arterial e a evitar retenção de líquidos. Comer pepino pelo menos uma vez ao dia vai te ajudar bastante a manter seu peso.

Repolho

O repolho em sua composição possui o ácido tartárico, esse ácido evita que o açúcar dos carboidratos seja convertido em gordura e armazenado de forma indesejada, nos espacinhos que estão sobrando no seu corpo. Agora para que você consiga perceber esses efeitos do repolho, você precisa comer ele em grandes quantidades e todos os dias.

Salsa

Embora a salsa sozinha não queime gorduras ou acelere seu metabolismo, ela vai gerar alguns processos no seu corpo que beneficiam esses processos. A salsa ajuda na eliminação de toxinas, da ativação renal e da sensação de saciedade, o que é melhor que isso pra quem quer emagrecer? Sentir menos fome é uma maravilha!

Você pode usar a salsa na salada, nas carnes e até como chá para aqueles dias frios. Não há restrições, você pode usá-la quando e como quiser.

Gengibre

Um famosinho das dietas. O gengibre é rico em propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, assim como a salsa ele ajuda a eliminar toxinas, que agem queimando gordura e acelerando o metabolismo. Entre todas a formas de consumo, hoje a mais comum é através de sucos, pode ser suco total gengibre, ou também você pode misturá-lo com outras frutas cítricas como: acerola, limão ou laranja. Fica muito refrescante. Para os dias frios você pode usar ele naquele chazinho maravilhoso, vai dar um gostinho super especial. As pessoas também usam muito deixar um pedaço de gengibre na água em descanso e depois tomar a água aromatizada, é super agradável também. Use como preferir, mas não deixe de usar.

Canela

A canela é muito queridinha assim como p gengibre, pessoas que querem emagrecer fazem muito uso dela. Isso porque a canela é um termogênico natural. Ela acelera o metabolismo e possui ação antioxidante. Você pode consumir ela junto com frutas, iogurte, chás e até mesmo junto com café, mesmo não sendo todos adeptos dela assim. Use como preferir, só não vai deixar de usar hein.

Chá verde

Outro queridão das dietas. Ele é muito famoso, mas vamos entender o porquê. Não é atoa que ele é famoso, o chá verde ajuda a regular a pressão arterial, melhora a digestão, possui ação antioxidante, diminui os níveis de colesterol LDL (colesterol ruim) e ainda por acima acelera o metabolismo. Top demais não é mesmo?! Sendo assim ele ajuda muito no processo de emagrecimento, e ajuda você a melhorar sua saúde no geral. O recomendado é que se espere 30 minutos após cada refeição para ingeri-lo, agora pessoas que tem problemas renais ou ainda tenham casos na família, não devem consumi-lo em excesso. Agora não vai deixar essa maravilha passar, e ainda mais porque ele é super acessível tanto no preço, como é muito fácil de encontrar ele para comprar.

O que fazer?

Sabemos muito bem que emagrecer não é nada fácil, ainda mais se para você a obesidade já tiver virado um problema crônico, por assim dizer.

Mesmo assim, muitos alimentos e muitos emagrecedores podem te ajudar nesse processo, fazendo com que você sofra menos e sinta mais alegria na perda de peso.

Lembre-se sempre que cada corpo reage de uma forma. O seu pode ter um processo mais eficaz no emagrecimento, ao passo que o meu por exemplo, seja mais lento. Porém não deixe de usar tudo que puder a seu alcance para atingir o seu objetivo, se isso vai te trazer a alegria que está faltando no seu dia-a-dia.

Mantenha seu conhecimento sempre em evolução, conhecimento é tudo. Existem práticas descobertas todos os dias que facilitam a perda de peso, não deixe de aderi-las pra te auxiliar sempre, você com certeza vai conseguir!

 

 

 

Emagrecer| dicas que você precisa para perder peso rápido e com saúde

Emagrecer| dicas que você precisa para perder peso rápido e com saúde

Nesse artigo vou te dar dicas de emagrecimento e de como os emagrecedores podem ajudar a perder aqueles quilinhos indesejados

para emagrecer com saúde é necessário que o seu corpo gaste mais calorias do que ele ingere é por isso que para perder peso e chegar ao peso ideal você precisa ajustar hábitos alimentares e também praticar atividades físicas mas as vezes mesmo fazendo tudo isso ainda assim é difícil perder peso

Por que isso acontece?

Porque a obesidade é mais do que simplesmente o que você come ela pode estar ligada a sua genética a maioria dos obesos tem em seu gene uma certa alteração que os faz ter dificuldade de perder peso, é aí então que os remédios emagrecedores entram.

Quais são algumas coisas que você pode fazer para ter melhores resultados?

– Consuma alimentos que queimam gordura desincham aumentam a sociedade e acelerem o metabolismo

– Faça apenas as principais refeições do dia

– Invista em um prato com opções saudáveis e equilibrado

– Evite dietas restritivas demais

– Beba chás que ajudam a emagrecer

– Ganhe músculos eles queimam a gordura mais rápido

– Pratique exercícios para queimar a gordura

– Diminua o máximo possível o consumo de sal é de açúcar

– Fique longe das gorduras trans

– Preste atenção aos sinais do seu corpo

– Reduza o seu consumo diário de calorias

– Maneire na cervejinha

– Beba no mínimo 2 l de água por dia

– Preste atenção nós calorias dos alimentos que você está consumindo

Use alimentos na sua vida diária que queimem gordura

Muitos alimentos podem ser aliados à nossa perda de peso, alguns te ajudam a emagrecer porque eles estimulam a queima de gordura, entre eles estão o chá de hibisco, lichia, farinha de Amora etc.

Invista nos alimentos que desincham

Alimentos ricos em ômega 3 contribuem para o emagrecimento, visto que eles têm ação anti-inflamatória, esses alimentos são salmão, atum, sardinha, arenque, cavala, linhaça, castanhas entre outros.

Alimentos que vão aumentar a sua saciedade

Alimentos que são ricos em fibras vão te deixar com a sensação maior de saciedade, quando você os consome, a fome demora mais para aparecer, você consome menos calorias e consequentemente perde peso.

As principais Fontes de fibras são: frutas, cereais integrais, como arroz, trigo, centeio, cevada e aveia. Também a família das leguminosas, como: feijão, lentilha, grão-de-bico, ervilha, verduras e legumes e as sementes como a chia linhaça semente abóbora que também são ricas em fibras.

Alimentos que aceleram o metabolismo

Esses alimentos são conhecidos como termogênico, o que eles fazem no nosso corpo? Eles estimulam uma maior queima de calorias. Os principais elementos termogênicos são pimenta, chá verde, canela, gengibre e café.

Muitos emagrecedores que têm a nossa disposição no mercado hoje, são em sua grande maioria termogênicos e esse é o benefício deles, queimar calorias mesmo com o corpo em repouso.

Faça apenas as refeições principais

O ideal quando se quer perder peso é fazer apenas as 3 refeições principais do nosso dia, que são:  café da manhã, almoço e jantar; em alguns casos pode-se fazer pequenos lanches, 2 ou 3 deles. Isso vai manter seu metabolismo funcionando o dia inteiro, te dará mais saciedade, diminuindo a fome fora de hora, e vai impedir que quando chegue às refeições principais você exagere e coma muito. O intervalo mínimo de cada refeição deve ser 2 horas.

 Invista em um prato com opções saudáveis e equilibrados

Uma alimentação saudável requer equilíbrio de nutrientes e uma variedade de alimentos, é importante investir em frutas, legumes, verduras e não se esqueça de completar o menu com diferentes tipos de carnes, cereais, leguminosas, leites e derivados. Esses grupos alimentares são essenciais para a alimentação diária e para o seu corpo trabalhar com todos os nutrientes necessários.

Evite fazer dietas restritivas demais

Essas dietas da moda que cortam drasticamente calorias, cortando componentes específicos, como os carboidratos são consideradas restritivas. Para que você perca peso com saúde o esperado é perder entre meio quilo e um quilo por semana. Mais do que isso pode ser sinal de que você não está realizando a dieta mais adequada.

Alimentação monótona com pouca variedade de alimentos deixa o seu corpo pobre em nutrientes, isso pode afetar a sua imunidade deixando-a mais fraca e deixando seu corpo mais vulnerável a doenças.

Beba chás que ajudam a emagrecer

Alguns desses chás como o chá verde, chá preto, chá de canela, estimulam a queima calórica. Enquanto o chá de hibisco contribui para que menos gordura fique acumulada no abdômen, esses chás contribuem para a perda de peso.

É interessante lembrar que muitos remédios emagrecedores contêm essas ervas na sua composição, exercendo então esse mesmo efeito.

Pratique exercícios para queimar gordura

O aconselhável pela Organização Mundial da Saúde é praticar pelo menos 150 minutos de exercícios por semana para uma pessoa ser considerada ativa. Ou seja, praticando 1 hora de exercício em 3 dias na semana você já ultrapassa essa meta. Para queimar gordura e emagrecer é importante investir em atividades aeróbicas como: caminhadas, corridas, bicicleta, dança, natação etc.

Ganhe músculos

Exercícios em que você faz aquele esforço danado. Esses são musculação, pilates, também são super importantes para seu corpo ganhar músculos e gastar calorias.

Dietas restritivas demais

Existem inúmeras dietas que promete o emagrecimento rápido, fique atento a que custo essa perda de peso é alcançada. Porque muitas vezes essas dietas restritivas fazem você perder músculo e isso é prejudicial para você manter o seu peso depois que parar de fazer a dieta.

Diminua o máximo possível o consumo de sal e açúcar

O sal é a principal fonte de sódio que é um mineral que em excesso no organismo aumenta o risco de hipertensão e retenção de líquido, e nós sabemos que a retenção de líquido é uma grande inimiga do emagrecimento. Lembrando que os emagrecedores podem em sua composição conter propriedades que te ajudam a se livrar da retenção de líquido.

O açúcar consumido em excesso se transforma em acúmulo de gordura, em especial na região da barriga. Alimentos que são Fontes de carboidratos simples são ricos em açúcar entre esses estão: refrigerantes, doces e os que contam com muita farinha branca, como pães, massas e bolos.

Preste atenção aos sinais do seu corpo

O emagrecimento rápido pode estar prejudicando a sua saúde e os sinais são: queda de cabelo, unhas quebradiças e fracas, fraqueza, desânimo, indisposição, fraqueza, constipação intestinal e tontura.

Fique longe das gorduras trans

Essas gorduras podem ser encontradas em alguns biscoitos, sorvetes, bolos industrializados, e outros alimentos. A gordura trans aumentam o colesterol LDL, que é o colesterol ruim para o organismo, diminui o HDL colesterol bom. Age também, aumentando os triglicerídeos que podem ser armazenados no tecido o adiposo.

Preste atenção nas calorias que você consome

Você pode começar por olhar os rótulos dos alimentos, assim você consegue ver quantas calorias você está consumindo durante o dia. Os carboidratos possuem 4 calorias por grama, enquanto as proteínas também possuem 4 calorias por grama e as gorduras possuem 9 calorias por grama. Uma diferença bem grande, para o seu corpo.

Beba no mínimo 2 l de água por dia

O consumo de água é essencial para emagrecer de forma saudável, ela limpa o organismo, diminui a retenção de líquido. Faz tudo trabalhar melhor. Sem contar que a maior parte do seu copo é composta de água.

Conte as calorias da sua refeição

Para emagrecer rápido muitas pessoas optam por uma redução extrema de calorias, mas o consumo inferior a 1200 calorias por dia não é orientado por profissionais para perder peso, porque pode te levar a ter fraqueza, desmaio e o tão temido efeito sanfona.

Maneire na cervejinha

O álcool é uma substância tóxica para o organismo e para o fígado, que dá preferência a metabolizar primeiro álcool. Essa mudança no metabolismo do fígado faz com que ele acabe deixando de metabolizar a gordura, é aí que ela então fica acumulada no organismo.

Descubra qual é o seu peso ideal

O índice de massa corporal (IMC) é uma maneira de descobrir se o seu peso está dentro do considerado saudável ou não, como calculamos o IMC? Ele é calculado por meio do peso em quilogramas dividido pela altura ao quadrado (kg/m²) apesar de não mostrar a proporção de gordura e de músculos. Ele te ajuda a ter uma noção sobre o seu peso se ele está saudável ou não.

Foram bastantes dicas não é mesmo! Todas elas vão te ajudar muito, mas você deve pensar eu já estou fazendo meu melhor e não estou conseguindo! Se você já tentou de tudo e não deu certo. Você pode recorrer a ajuda dos emagrecedores, existem muitos no mercado que são naturais e que vão te ajudar a perder o peso que precisa.

Se você não sofre com o excesso de peso, mas conhece alguém que passa por esse problema tão difícil, ajude essa pessoa! Quer dando uma mãozinha amiga, quer escolhendo um bom especialista junto de um bom emagrecedor. Pode ter certeza que fazendo isso você estará ajudando ela a lidar com a autoestima e ganhando uma amiga para a vida toda.